Notícias!

Peo Tavares faz sua estreia solo com a faixa “Caô Cae”

Com muita brasilidade e solos de guitarra, o cantor paulistano lança sua primeira música solo inspirada em diversos sucessos de Caetano Veloso

Foto: Eduardo Ohara
Vocalista do cais, Peo Tavares lançou pela ONErpm no dia 3 de julho o seu primeiro single solo “Caô Cae” nas plataformas digitais. Gravado apenas com um celular, o videoclipe da faixa é a única produção brasileira finalista do Moment International Film Festival 2020 (MIFF 2020), na categoria Vídeo Musical. Dirigido por Eduardo Ohara, também finalista no ano passado nesse mesmo festival, o videoclipe foi gravado em apenas um dia, através de um celular Xiaomi modelo Mi 10 Pro.

Sobre o videoclipe, Eduardo Ohara complementa “Eu já estava tentando produzir algum material para o festival fazia meses, mas nenhuma ideia parecia boa o bastante. Uma semana para o deadline do festival, eu pensei em produzir algo com uma pegada bem brasileira, foi quando eu mandei um direct para o Peo e convidei ele para produzir essa loucura em menos de uma semana. Assim que escutei a guia que ele tinha gravado, eu tinha certeza que era esse o material. Não podia ter dado mais certo!”.

Finalista na categoria Best Music Video do MIFF 2020, o videoclipe de "Caô Cae" é a única produção sul-americana que concorre no "The Ultimate Filmmaker Giveaway", com votação aberta ao público até 10 de julho através do site do festival.

Com arranjo de Pedro Quintana, guitarrista da banda Forte Norte, e produzida por Rafael Paiola, produtor do primeiro EP do cais, a música fala sobre a reaproximação de um casal que tem muitos interesses em comum, o ponto de partida é um suposto sonho romântico que uma das partes teve. A forte influência de Caetano Veloso pode ser notada na letra, onde trechos de cinco músicas do artista baiano são relembrados, sendo elas “Sonhos”, “Queixa”, “Tigresa”, “Qualquer Coisa” e “Miragem de Carnaval”.




“A inspiração de ‘Caô Cae’ surgiu de um tweet sobre sonhos e, a partir daí, fui construindo toda a narrativa inspirada em Caetano Veloso, minha maior inspiração como artista” explica Peo Tavares, que continua “Essa música surgiu durante a pandemia, em poucos dias e a chance de participar do Festival fez com que acelerasse o processo de produção da faixa, tudo em casa, à distância e com amigos. Creio que essa música fala sobre o sentimento de muita gente nesse isolamento que estamos enfrentando”.

Criada pelo próprio Peo, a capa do single foi inspirada em “Gal Tropical”, famoso álbum de Gal Costa, lançado em 1979. A foto é de Eduardo Ohara.

O duo cais, formado por Peo e Fábio Lamounier, continua seus trabalhos normalmente. “Estamos compondo e produzindo várias músicas e está no nosso planejamento o lançamento de um EP ou álbum nos próximos meses”, comenta Peo Tavares. 


Nenhum comentário